quinta-feira, 5 de março de 2009

Se for pra amar

Se for pra amar
que seja o berro
vindo da boca do coração
a música
que celebra a entrega

Se for pra amar
que seja a história
um conto de loucuras
destruindo tudo aquilo
que um dia existiu

Que sejam queimadas
na combustão explosiva da paixão
todas as mediocridades e covardias
um dia presentes na alma dos amantes

Se for pra amar
que seja para encantar a vida

2 comentários:

Jorge Silva disse...

Olá camarada!

Bons ventos o tragam!

Visceral este texto! Gostei!

Vamos conversar na Vila para traçar umas linhas sobre os Photopoemas!

Quando vier para as bandas de cá, manda um torpedo (não bomba!!!). A Mariluce tem meu numero de celular!

Forte abraço.

Rosi disse...

Amor eh isso...muito bom.